Buscar

REABSORÇÕES APICAIS EXTERNAS PROVOCADAS POR TRATAMENTO ORTODÔNTICO

Atualizado: 27 de Mai de 2020


A reabsorção apical externa é uma condição que pode ser observada durante e após tratamento ortodôntico, levando desde um arredondamento do ápice radicular, até em alguns casos, o encurtamento radicular, em diferentes níveis.

Essas situações são resultantes de uma complexa combinação das atividades biológicas (periodonto, cemento e dentina), inerentes a cada paciente, associadas às forças mecânicas empregadas.

São classificadas em 4 graus: 1- Inicial: se houver contorno irregular no ápice nas raízes, sem linha definida da perda estrutural. 2- Moderada: perda radicular apical menor que 2mm com contorno ou faceta quase retilínea. 3- Acentuada: encurtamento radicular de 2 mm até 1/3 do comprimento da raiz. 4-Extrema: encurtamento radicular maior 1/3 do comprimento da raiz. Essas reabsorções, quando existirem, precisam de acompanhamento radiográfico periódico e clínico, no intuito de monitorar, quanto a progressão das mesmas, vitalidade pulpar, sintomatologia dolorosa, alterações cromáticas e se houver necessidade e dependendo do caso, intervir clinicamente, sempre fazendo um bom planejamento de tratamento, pois trata-se de casos de maior complexidade.

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo